segunda-feira, julho 20, 2015



Conheça os principais mitos e verdades durante o inverno

O inverno é o período de maior incidência de gripes e resfriados. Com as temperaturas em queda, a população deve ficar atenta. Nesta época do ano, é muito comum o aumento das doenças respiratórias transmissíveis, como gripes e resfriados. A queda de temperatura, o a r mais seco e a maior concentração de pessoas em ambientes fechados favorecem a circulação dos diversos tipos de vírus. Saber desvendar os mitos e verdades e diferenciar as doenças é muito importante para tomar medidas preventivas e manter uma vida saudável na estação mais fria do ano. Confira os principais mitos e verdades.


O resfriado comum é a doença mais comum do ser humano.

Verdade. É a doença mais comum e atinge as pessoas do mundo inteiro de todas as faixas etárias. Os adultos são acometidos pela infecção de 2 a 5 vezes por ano. Entre as crianças, a probabilidade é maior e as chances de contrair a doença variam de 6 a 10 infecções (as crianças que frequentam escolas podem contrair a infecção até 12 vezes).

Posso ficar doente se eu ficar perto de alguém que esteja gripado ou resfriado?

Verdade. Pessoas infectadas com a gripe podem transmitir a doença até dois metros de distância. A gripe geralmente é transmitida quando uma pessoa tosse, espirra ou fala. Gotículas de saliva e muco podem ser absorvidas pelo seu nariz ou boca. Você também pode contrair a gripe tocando em algo, como uma maçaneta ou telefone, que esteja infectado com o vírus.

Sair com cabelos molhados pode causar resfriado?

Mito. Sair com o cabelo molhado não vai aumentar as suas chances de contrair a gripe (tomar friagem fora de casa sem um casaco também não). A exposição direta ao vírus é a única maneira de contrair a doen=7a de fato.

As infecções das vias aéreas aumentam no inverno?

Verdade. Sim, gripes e resfriados são definitivamente sazonais e a maior incidência acontece na estação mais fria do ano. Uma nova teoria afirma que durante o inverno o resfriamento do nariz diminui a resistência natural do corpo à infecção. Além das roupas mais quentes, a solução seria proteger o nariz da friagem. A inalação do ar frio resfria as nossas fossas nasais e enfraquecem o nosso organismo contra a infecção. Se essa teoria estiver correta, cobrir e proteger o nariz com um cachecol pode ajudar na prevenção de resfriados na estação mais fria do ano.

Você não pode distinguir entre um resfriado e gripe!

Verdade. Não é possível diferenciar um resfriado de uma gripe apenas pelos sintomas. Em geral, a gripe tem um início súbito e está associada à febre e a dores musculares. O resfriado comum, quando grave, também podem causar os mesmos sintomas.

O estresse pode causar a gripe ou resfriado.

Verdade. Há evidências que indicam que o estresse da vida diária pode aumentar as chances de contrair a infecção. Estudos recentes e experimentais com voluntários saudáveis demonstram que existe uma ligação entre a história recente do estresse psicológico e susceptibilidade à infecção. Ainda não e stá claro de que forma o estresse afeta o sistema imunológico, mas o elo mais provável parece ser o aumento na liberação de hormônios corticosteroides associados ao estresse. Este hormônios são conhecidos por diminuir a resistência à infecção. Já o aumento do estresse da vida urbana moderna pode ser um dos principais fatores que colaboram para incidência muito elevada gripes e resfriados em nossas cidades superpopulosas.

Antibiótico mata os vírus das gripes e resfriados.

Mito. Não. Antibióticos funcionam contra as bactérias e não vírus. Resfriados e gripes são causados por vírus. Em razão disso, não existem medicamentos capazes de curar essas doenças. Porém, existem algumas maneiras simples e eficazes que podem aliviar os sintomas da gripe e do resfriado que são os medicamentos para dor, febre e congestão nasal.

 
Naldecon  é um antigripal consagrado no mercado há 40 anos e promove alívio rápido contra os 7 principais sintomas da gripe e resfriado: febre, dor de garganta, coriza, dor no corpo, indisposição, dor de cabeça e congestão nasal. É pioneiro no conceito Dia e Noite e resolve as necessidades específicas de cada momento do dia.
Naldecon Dia: dias mais ativos, sem provocar sonolência. Sem anti-histamínico. Contra dores, febre e congestão nasal. Naldecon Noite: noites de sono mais tranquilas.
Para mais informações sobre Naldecon, acesse: www.naldecon.com.br ; www.facebook.com/naldecon
NALDECON® DIA (paracetamol e cloridrato de fenielfrina) M.S. 1.0180.0278 + NALDECON® NOITE (paracetamol, cloridrato de fenilefrina e maleato de carbinoxamina) M.S.1.0180.0146. Combatem os sintomas da gripe. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. NALDECON® NOITE É UM MEDICAMENTO. DURANTE SEU USO, NÃO DIRIJA VEÍCULOS OU OPERE MÁQUINAS, POIS SUA AGILIDADE E ATENÇÃO PODEM ESTAR PREJUDICADAS. Maio/2015

0 inspirações:

Postar um comentário

 
  • Uso de Imagens

    Muitas imagens do nosso site vem de fontes espalhadas na internet, sendo em sua maior parte externas e muitas não autorizadas. Nenhuma das fotos pertencem ao Bia Inspira, a menos que sejam creditadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no nosso site e você desejar sua remoção ou inserção de créditos, favor enviar um email para mscbianca[arroba]gmail[ponto]com que prontamente atenderemos ao seu pedido. Obrigada!!!