segunda-feira, junho 12, 2017



Guia para novas cacheadas - Transição capilar


Oi gente!

Hoje vamos falar TUDO sobre cachos. Qual seu tipo de cabelo, como cuidar, como finalizar, o que não fazer, o que é cada termo que você ouve falar por aí, tudinho para você que está em transição ou que já terminou e é uma nova cacheada.

OBSERVAÇÃO: Este post será constantemente atualizado, por isso recomendo que de vez em quando você volte aqui e veja as novidades.
Vamos começar falando de todos os termos usados nesse universo das onduladas, cacheadas e crespas. Abaixo você tem um glossário, uma listinha explicando o que é cada coisa.


Tipos de Curvatura de Cachos

Nossos cachos são praticamente exclusividade nossa. Sempre foi muito difícil classificar as variações de cachos, já que pareciam ser milhares. Por isso criaram-se alguns critérios e os cabelos foram divididos em 10 tipos.

O tipo 1 é o cabelo completamente liso, sem nem uma ondinha sequer. Aquele que nada prende, é difícil de fazer penteados, modelar...

A partir do tipo 2 temos divisões. O 2a começa a apresentar algumas ondulações e costuma dar um certo trabalho pra arrumar, pois não toma muita forma. O 2b é um pouco mais ondulado e o 2c já é quase cacheado. O 2b e o 2c com uma boa finalização já formam cachos com alguma estrutura.

O tipo 3 é o que conhecemos como cacheado mesmo. O 3a forma cachos e quando é um cabelo comprido, acaba não sendo tão volumoso. O 3b é tido como o cacheado perfeito (embora eu ache que todo cacheado bem cuidado é perfeito 💖), por ter um bom equilíbrio entre volume, definição e forma. O 3c tem cachos bem pequenos e por isso ganha volume.

O tipo 4 é formado pelos crespos. Bastante volumosos, os cachos são tão pequenos que começam a perder definição e fazer o cabelo parecer frizzado. São os que mais precisam de hidratações por serem os mais secos. Com produtos e finalização adequadas é possível ganhar mais definição.


O meu parece ser 3b/3c. Inclusive é muito comum que você tenha mais de um tipo, ou que seu cabelo vá mudando com o tempo. Além disso, os produtos que você usa e a maneira como finaliza também podem fazer seu cabelo parecer de outro tipo. A Rayza Nicácio é um ótimo exemplo disso: já vi o cabelo dela classificado como 3b, 3c e até 4a!

Essa classificação não é algo rigoroso e começou a ser usada mais a título de curiosidade. Atualmente ela tem sido útil quando vamos comprar produtos, já que muitos escrevem na embalagem para que tipo de cabelo são através dessa classificação.

Outra coisa: quando entramos na transição, queremos logo saber que tipo é nosso cabelo. Te recomendo controlar a ansiedade e esperar um pouco. Primeiro, porque com 1 ou 2cm de raiz fica muito difícil chegar numa conclusão. Segundo, porque este "primeiro cabelo" que cresce ainda não é exatamente como seu cabelo será quando estiver todo natural e saudável.

Geralmente este é um cabelo poroso, meio sem forma, seco e deixa todo mundo desesperado achando que o cabelo inteiro ficará assim. Este cabelo se chama scaby hair e ele também é uma transição. Ele ainda é enfraquecido pelas químicas, ainda não está tão nutrido e hidratado e ainda está lutando pra tomar forma mesmo contra tudo que você fez para alisá-lo. Nós não damos importância, mas os produtos químicos ficam na gente, no nosso couro cabeludo, por isso ainda afetam o nosso cabelo em crescimento.

Cronograma Capilar

Depois de conhecermos as características de cada tipo de curvatura, vamos falar sobre como cuidar do cabelo para que ele seja forte e saudável. Pra início de conversa, o cronograma capilar é indicado para todos os cabelos que estejam bem danificados, até os lisos. No caso dos cacheados e crespos é ainda mais importante, uma vez que nossas voltinhas fazem com que a oleosidade natural do fio não consiga se espalhar por todo o fio.

Tá, mas essa parte a gente já sabe. A gente compra aquele pote de 1kg de creme para fazer massagem no fim de semana. É, mas o cronograma capilar é uma grande evolução disso!

O cronograma é dividido em três etapas: hidratação, nutrição e reconstrução. Neste infográfico coloquei as principais informações sobre cada etapa.


Agora que você já conhece as etapas, precisamos saber quantas vezes fazer cada uma delas. Esse esquema é o cronograma capilar propriamente dito. O cronograma irá mudar conforme o estado do seu cabelo, pois ele precisará mais de um tipo de tratamento do que de outro.


Ficou com alguma dúvida? Tem alguma coisa que você ouviu falar e eu não expliquei aqui? Deixe sua pergunta ou dica nos comentários e eu irei atualizando este post para que ele seja super completo!

0 inspirações:

Postar um comentário

 
  • Uso de Imagens

    Muitas imagens do nosso site vem de fontes espalhadas na internet, sendo em sua maior parte externas e muitas não autorizadas. Nenhuma das fotos pertencem ao Bia Inspira, a menos que sejam creditadas. Se alguma foto de sua autoria estiver no nosso site e você desejar sua remoção ou inserção de créditos, favor enviar um email para mscbianca[arroba]gmail[ponto]com que prontamente atenderemos ao seu pedido. Obrigada!!!